O Tao

O TAO

É importante saber que cada palavra precisa ser entendida, sentir o sabor de cada palavra, pois cada uma delas é importante. Essas parábolas não são para serem lidas de uma vez e depois esquecidas, mais foram escritas para serem alvo de reflexão; elas na realidade são estratégias de uma grande reflexão interna.

Tao - Yin Yang

Tao – Yin Yang

O TAO nos ensina que qualquer atividade pode ser transformada em uma atividade sagrada, que qualquer atividade, seja ela qual for, é uma meditação. Sejamos fluidos e não rochas.

“Mas o TAO é algo muito raro e extraordinário”. O TAO diz que qualquer atividade feita com plena consciência se torna uma meditação. A atividade não é uma coisa real, e sim como você faz, que consciência você leva a ela. Por exemplo, você pode estar lutando.

Continue lendo

Kihon Waza

A importância das técnicas básicas (Kihon Waza)

Por Morihiro Saito Shihan (1928-2002)

A importância de uma sólida compreensão das técnicas básicas (kihon Waza) não pode ser deixada de lado. Muitas escolas de Aikido ensinam principalmente Ki no Nagare, ou seja, técnicas com fluidez de Ki. Neste tipo de treinamento, as técnicas são executadas a partir de um movimento inicial dispensando totalmente a prática básica onde você permite ser agarrado firmemente. Este tipo de prática pré-arranjada é bem sucedida somente quando ambos os parceiros cooperam completamente. Problemas ocorrem, no entanto, quando estudantes acostumados somente com este tipo de treinamento são confrontados com um oponente forte e não cooperativo. Treinando-se somente Ki no Nagare fica-se totalmente despreparado para a força e ferocidade de um ataque real. Os ataques fracos e não diretos realizados neste tipo de treinamento são comuns no moderno Aikido, no entanto este modo de treinamento é totalmente contrário aos princípios marciais ensinados pelo Fundador.

Continue lendo

Sabaki

Sabaki (Movimento do Corpo)

Nas técnicas de Aikido, a entrada (irimi) e o movimento do corpo (sabaki) são como duas rodas de um carro. Esses dois elementos estão manifestados em todas as técnicas de Aikido. O princípio da entrada deriva das técnica letais das artes marciais do passado; o princípio do movimento do corpo baseia-se em padrões universais e na unidade ki-mente-corpo. Ambos os princiṕios precisam funcionar como um só. Manisfestados na forma física, os movimentos de corpo do Aikido são circulares e esféricos.

Fonte: Kisshomaru Ueshiba, 2º Doshu, em: A Arte do Aikido

Continue lendo

Irimi

O irimi e o sabaki são os dois pilares do Aikido. Quando seu parceiro atacar com um golpe direto e frontal, deslize para a lateral da força de ataque e entre com intensidade no “ângulo morto” dele. Isso é o irimi. O irimi correto torna ineficiente o ataque do oponente.

Essa entrada para os lados de um ataque, com um passo de deslizamento no ângulo morto do oponente, é chamado de “irimi de um passo”.quando tivermos dominado esse movimento simples, ele poderá ser empregado efetivamente contara todos os ataques, armados ou desarmados. Contra um bom irimi, com entrada completa, o oponente fica indefeso. Essa é uma característica especial das técnicas do Aikido.

Fonte: Aikido Evolução Passo a Passo -  Autor: Moriteru Ueshiba (Aikido Donshu)

Continue lendo

Ma-ai

A distância física entre você e seu parceiro é conhecida como “ma“, e a tensão combativa entre você e ele é chamada de “ma-ai“. Um “ma-ai” vigoroso e adequado facilita ao seu parceiro desferir um ataque, e a você defender-se (e vice-versa). Não é apenas uma questão de tomar uma certa distância. As diversas variáveis envolvendo você e seu parceiro- posição, distância, direção (acima, abaixo, esquerda ou direita)- devem ser levadas em consideração.

Tanto o “ma-ai” como as técnicas aplicadas no Aikido dependem, de forma sutil, de como seu parceiro está armado- com as mão, com a faca, uma espada, etc. Se você tiver um bom “me-tsuke” (foco), poderá identificar qualquer ataque imediatamente.Use o seu “me-tsuke” para ler a intenções de seu parceiro e assuma o “ma-ai” apropriado.

Fonte: Aikido Evolução Passo a Passo  Autor: Moriteru Ueshiba

Continue lendo

Céu e Inferno

Céu e Inferno - Samurai

Céu e Inferno

Céu e inferno existem? Onde se encontram? Como chegamos lá ou como podemos evitá-los? Como ver os portais do céu e do inferno? Um samurai estava tomado por estas dúvidas e foi a procura de alguém que lhe desse um esclarecimento sobre este assunto. Um prestativo monge o esclarecerá mas de um modo que ele não pode nem imaginar. Boa Leitura

Continue lendo

Tegatana

Tegatana (Mão em Espada)

A mão é posicionada como se segurasse uma espada. O Aikido é uma arte destituida de armas, mas assumimos a postura de um espadachim, prontos para brandir a lâmina para cima e para baixo. Entretanto, no Aikido a mão em espada não é uma arma para cortar o oponente; ela é o veículo usado para projetar e direcionar o ki. Os dedos da mão ficam bem abertos para facilitar a projeção e a concentração da energia ki. No Aikido, usamos a mão em espada para projetar e manifestar completamente o ki num só instante. Quando os dez dedos da mão estão carregados de ki, isso indica uma profunda unidade de técnica, mente e corpo.

Kisshomaru Ueshiba, 2º Doshu em A arte do Aikido

Continue lendo

AACD – Transformando Erros Em acertos

O verdadeiro Budo é trabalho de amor. É trabalho de dar amor e vida a todos os seres vivos e não matar ou lutar um contra o outro. O Amor é a divindade guardiã de tudo. Nada pode existir sem ele. O Aikido é a realização do amor. (Morihei Ueshiba)

 Para O Sensei, o Fundador, o Aikido era muito mais que uma arte marcial, para ele a nossa arte era a manifestação do amor dos deuses pela humanidade. E o amor é uma coisa vasta, e se manifesta de várias formas e maneiras. Seguindo este conceito o Zanshin.blog se une a uma campanha que honra as ideias e ideais de O Sensei.

Continue lendo

Palavras

Por que palavras?

palavras - monges

palavras – monges

Um monge aproximou-se de seu mestre — que se encontrava em meditação no pátio do templo à luz da Lua — com uma grande dúvida:

“Mestre, aprendi que confiar nas palavras é ilusório; e diante das palavras, o verdadeiro sentido surge através do silêncio. Mas vejo que os sutras e as recitações são feitas de palavras; que o ensinamento é transmitido pela voz. Se o Dharma está além dos termos, porque os termos são usados para defini-lo?”

O velho sábio respondeu: “As palavras são como um dedo apontando para a Lua; cuida de saber olhar para a Lua, não se preocupe com o dedo que a aponta.”

Continue lendo

Ukemi – Tipos de Quedas

Ukemi – Do tatame para a vida

ukemi-drawing

ukemi-drawing

Como nós já sabemos ukemi é a arte de ser uke, ou seja a arte do artista marcial se defender de contusões e machucados durante a prática. Na realidade no Aikido O Sensei, o Fundador, levou este conceito mais longe nos mostrando que ukemi não se traduz apenas nos aspecto físico mas, na realidade, transcende o tatame e o dojo.

“Só quem cai tem a oportunidade de aprender a se levantar.”- o aikidoista sério sabe que a queda nada mais é que um estágio para se estar novamente de pé, em prontidão e alerta. Não existe o medo, a vergonha ou qualquer outro sentimento negativo, apenas a felicidade tranquila de ter dominado uma técnica e estar em harmonia com o cosmos, afinal o aikidoista usa as leis da natureza a seu favor quando realiza um bom ukemi.

Continue lendo